Adaptação escolar - mudança de escola {Pergunte à pedagoga}

Imagem Guia do Bebê

Olá famílias, 

Nossa colunista preparou um post sobre adaptação escolar, respondendo à pergunta da leitora Viviane Pinheiro Gurgel: 

"Oi, tenho uma filha de 4 anos que sempre estudou na mesma creche escola desde os 4 meses. Somos de Fortaleza/CE e mudamos para São Paulo semana passada. Hoje ela começa a adaptação no curso de férias da nova escola e está bastante irritada. Alguma dica de como proceder nesse período de adaptação para se seja o menos traumático possível a ela?"

As crianças sofrem muito com a adaptação numa nova escola, pois se acostumaram com o espaço e os colegas da escola anterior, além do grande apego aos professores.  Nos casos de mudança de escola é necessário ser transparente com a criança, explicando de maneira clara e acessível os motivos da mudança: trabalho dos pais, proposta pedagógica, etc.

Dado o primeiro passo que é o de esclarecer o motivo da mudança, seguem algumas dicas de como podemos ajudá-los nesse importante momento de transição.

- Organizar uma visita à escola antes do início das aulas, explorando pontos que você considera atrativos para a sua criança. Mostrar o novo parque, o pátio, a biblioteca, apresentar a nova coordenadora são maneiras de dizer que aquela escola também é bacana e tem coisas boas para oferecer. A criança passa a ter referências sobre a nova escola.

- Os pais precisam passar segurança para as crianças – muitas vezes nós também estamos receosos e inseguros com relação ao novo espaço escolar e, mesmo que indiretamente, passamos insegurança para os nossos filhos. Vale conversar com outros pais, com a nova professora e com a coordenadora e apresentar o momento pelo qual a família está passando. Profissionais bem preparados estarão prontos para te ouvir e para dar o atendimento necessário. Outra dica importante é sempre ressaltar os pontos positivos daquela escola.

- Estabelecer vínculos de amizade com outros pais. Não estou falando sobre ficar pendurado na porta da escola, mas vale a pena encontrar uma ou duas famílias que tenham o mesmo perfil e se aproximar, conversar. O estreitamento de laços fora da escola é benéfico para os pais e principalmente, as crianças. Uma brincadeira no clube, um lanche juntos e as crianças, em pouco tempo estarão motivadas a encarar o novo desafio.

Vale ressaltar que nesse período é normal a criança queixar-se de dores de barriga, de cabeça, humor alterado. Isso tudo tem a ver com o momento pelo qual está passando.

Em breve a criança estará adaptada e encantada com a nova escola, os novos amigos e os novos professores.

Em tempo: Estou falando de uma situação real. Após anos numa mesma escola, por questões de trabalho, nos mudamos de cidade. Irei enfrentar as mesmas situações de muitas famílias. Tenho certeza que dará tudo certo!

Abraços, Genis ;)





Comentários
15 Comentários

15 comentários:

  1. Amiga, adorei estas informações, serão úteis tbm para quando a Larah começar a ir para a escolinha ano que vem.
    Beijos
    Adri

    ResponderExcluir
  2. ótimo post esclarecedor para quem está passando por isso, meu filho está apenas começando na escola é um desafio tb bjo

    ResponderExcluir
  3. Vivi essa experiência duas vezes quando meu filho era pequenino. Seguindo essas dicas, com certeza, todos sairão ganhando e nossas crianças serão muito mais felizes !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bete Otero, é muito bom ouvir isso de alguém tão experiente quanto você. Bjs.

      Excluir
  4. A criança acaba sofrendo duas mudança a da cidade e da escola, nessas horas
    o importante mesmo é passar confiança
    e segurança para os pequenos mesmo

    Lindo Noite
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  5. Liliane, nunca tive problemas com a filha em relação a mudar de escola (ela já está na quarta diferente). Mas confesso que como nunca foi uma mudança de cidade isso me dava um certo alívio.
    Gostei das dicas :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Bom meu filho demorou pra se adaptar a escolinha mas graças a Deus agora ele esta amando, mas conheço muitas maes que tiveram que tirar o filho da escolinha p não se adaptou. Otimas dicas, bjs

    ResponderExcluir
  7. Adorei as dicas! realmente para algumas crianças essa mudança é algo conturbado e deve ser acompanhado bem de perto pelos pais! Aqui a Lara fez a mudança no ano passado, mas foi super tranquila, pois a muito tempo ela queria estudar na escola que estava indo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Como essa fase é complicada né? Em breve vou passar por isso. Amei as dicas!

    ResponderExcluir
  9. Eu já notei isso que vc falo de passar segurança, acontecia comigo na adaptação do Rafa, depois que passei a me sentir segura em deixo-lo na escola ele passou a ficar bem mais tranquilo

    ResponderExcluir
  10. Informações muito importantes e sempre pensei assim também... Passar segurança, não chorar perto do filho ... É muito complicado, mas é o melhor caminho.

    Arthur vai começar agora com quase 4 anos, então vai ser bem mais tranquilo, principalmente para mim, que já sinto que ele está pronto para essa nova etapa.

    Beijoss

    Flavia

    ResponderExcluir
  11. Muita mudança... Cidade, escola... Realmente a adaptação pode ser um pouco mais complicada, mas eles superam, são fortes...
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Tenso. Acabo de passar por isso. Agora estamos bem.

    Bjos Mari
    Clube da Fraldinha
    www.clubedarfaldinha.com

    ResponderExcluir
  13. Que legal este post, adorei!
    O mais interessante é que já passamos por isso aqui em casa com a Dri, foi complicado no início, ela teve um período em que era notório o sofrimento dela em relação a nova escolinha e também em fazer novas amizades.
    Passou por uma fase de muita timidez, entrando na escola sempre de cabecinha baixa e quase não falando nada...
    Enfim, com o tempo foi superado mas foi difícil.

    Um beijo
    http://www.amaedadri.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, Genis.

    Adorei as dicas. Eu (priscila) acrescentaria somente que na visita final nas escolas, a criança esteja presente, pois acho importante para ver qual melhor se adapta.

    Descomplicando a Maternidade
    descomplicandoamaternidade.wordpress.com

    ResponderExcluir