Vocês se lembram de uma campanha antiga que tentou incentivar os brasileiros a fazerem xixi no banho para ajudar a Mata Atlântica? Gente, como foi difícil pra eu entender aquela campanha, pois desde criança ouvia minha mãe dizendo "Antes de entrar no banho, vai fazer xixi! Não faz xixi no banho!" E agora é pra fazer xixi no banho?

À medida que vamos ficando mais velhos, vamos observando quantas manias adquirimos dos nossos pais. São muitas! Seguindo este mesmo raciocínio, alguns hábitos também podem ser introduzidos ou reforçados e ainda permitidos pelos pais e os hábitos parafuncionais servem como exemplo. Você já pensou nisto?

A sucção saudável para a criança é a sucção nutritiva e já falamos sobre ela no mês de maio e mamar no peito é o que pode acontecer de melhor para o seu filho!

E a chupeta?
E o dedo?
E o paninho?
Não! Não! Não! 

Todos esses hábitos são parafuncionais e sobrecarregam a função normal do organismo, levam sujeira para a boca, causam dependência, deformam seu filho e dá muito trabalho para tirar. E tem mais...

Hoje, estudos indicam a ligação entre hábitos parafuncionais e bruxismo. Eu sei que em algumas situações as mães estão cansadas e as crianças choram, choram e não param de chorar. Então, aparece a "santa" chupeta e tudo fica em paz, mas devemos pensar além! Se você conseguir manter a calma e ajudar seu filho a se regular será muito melhor pra ele, tanto emocionalmente quanto fisiologicamente.


Devemos ter atenção especial também para as fraldinhas e paninhos.  Algumas crianças as utilizam para realizar a sucção, mas elas podem oferecer outros riscos além da parafunção, como asfixia, engasgamento.

E o dedo? Esse é o pior de todos! Porque está grudado no nosso corpo!


Muitas mães falam: "Quando eu fiz a ultrassonografia ele já estava chupando o dedinho!" Se não faz bem para o seu filho, pra que insistir? 

Agora algumas dicas:
  • Hoje sabemos que a remoção destes hábitos deve ser com 1 ano e 2 meses de vida para evitar maiores danos.
  • Converse com seu filho independente da idade. Explique com poucas palavras e de forma simples os malefícios.
  • Se seu filho é bebê, fica mais fácil, porque você pode reduzir aos poucos o tempo de uso. Se é maiorzinho faça tratos, combinados. Mostre no relógio quantos minutos ele pode ficar no hábito, por exemplo.
  • No caso do dedo: Desde o primeiro dia de vida, se você perceber que seu bebezinho está chupando o dedinho, tire o dedo da boca dele e você vai ajudá-lo a não continuar com o hábito. Quanto mais novinho melhor, porque ele não vai conseguir “medir força” com você e você pode dar o peito para que ele faça a sucção adequada.
  • Sempre dê o apoio emocional dizendo que você sabe que é difícil pra ele, mas que você está ali.

Procure um odontopediatra, ele pode te ajudar!




Olá famílias,

Abri um espaço lá na fanpage para as leitoras darem sugestões de posts para o blog e um dos temas citados foi a terrível pirraça e sobre como lidar com ela.


A pirraça/birra é uma reação comum entre as crianças diante de uma frustração e faz parte do seu desenvolvimento, do seu processo de independência, de fazer suas escolhas, de mostrar curiosidade por outros e por aí vai. É sem dúvidas um momento difícil de lidar, pois algumas birras parecem até "engraçadas", mas duas regras básicas são: não rir da pirraça e nunca reagir com violência física.

Como sempre falo aqui, cada criança reage de uma maneira diante de qualquer situação e com a pirraça também é assim, mas as dicas são sempre valiosas e mesmo que não tenhamos receitas prontas, vale tentar o que já deu certo com outras mamães. 

Um ataque de birras sempre começa com pequenas manhas e depende muito de como o adulto conduz esse comportamento, sendo possível até evitá-lo. Já presenciei pais irritando mais ainda a criança com risos e ironia, fazendo com que a criança se descontrole rapidamente. 

Mudar o foco, iniciar uma nova atividade pode ajudar o ataque não começar. Uma outra alternativa é ignorar o comportamento, pois algumas crianças usam da pirraça um meio de chamar atenção dos pais. Manter o equilíbrio é essencial, pois você é o modelo para o seu filho. Quanto mais gritos você der, mais nervosa a criança ficará e jamais parta pra violência. 

A criança também precisa entender desde cedo de que suas reações geram consequências e com José Marcos sempre agimos assim. Nosso olhar diante de uma situação negativa já faz com que ele entenda que aquilo terá uma consequência e aqui não estou falando de trocas, mas de que toda "ação tem uma reação". Se descumpriu tal regra antes de sair, ficará sem ir naquele lugar na próxima vez. Com as crianças menores de 2 anos é mais difícil o entendimento deste tipo de punição e ela deve ser corrigida na mesma hora, pois depois de um tempo elas esquecem e não sabem o motivo de estar sendo "castigadas". A criança precisa entender que o "não" existe e que nem tudo é possível no momento que elas querem. 

Mas, sempre analise se é realmente uma pirraça ou se a criança está cansada, com fome, se está calor no local... se isso tudo já irrita um adulto, imagina uma criança? Muitas vezes a criança só precisa de tranquilidade e aconchego. 

E por fim, quando a pirraça acabar e tudo voltar ao normal, dê um abraço na criança! Eu sempre abraço José Marcos, ele se desculpa e eu mostro pra ele que está tudo bem. 

E lembre-se que tudo isso é uma fase e faz parte do desenvolvimento da criança. Mantenha a calma e tudo acabará bem.

Um abraço,
Genis ;)

Olá famílias,

A  Hasbro Gaming com seu jogo #BanheiroMaluco nos fez dar boas risadas aqui em casa. 


O jogo é o seguinte: Cada jogador deve rodar o rolo de papel higiênico que indicará a quantidade de descargas que deverá dar. Se ouvir apenas o barulho, continua o jogo, se soltar um jato de água, o participando será eliminado e aí é que está a graça da brincadeira! Somos surpreendidos pelo jato na cara! Ganha quem ficar até o final sem ser molhado! 

E agora que temos um canal José Marcos estava super animado para fazer um vídeo para vocês! Confira:



Aproveite e se inscreva em nosso canal para acompanhar nossos vídeos! 

Abraços, Genis Borges ;)



Olá famílias,

Participamos da 3ª edição da Corrida Cartoon Network que aconteceu no dia 25 de junho no Monumento aos Pracinhas - Aterro do Flamengo RJ. O evento estava lindo e muito colorido trazendo o tema TODO MUNDO É UM HERÓI e é claro que o Ben 10 e As Meninas Superpoderosas estavam presentes junto com vários outros personagens. 


Fomos recebidos com um super café da manhã e os meus atletas (papai e JM) se preparam para fazer uma boa corrida! 



A Corrida no Rio de Janeiro reuniu mais de 2 mil duplas de corredores (crianças e adultos) e foi possível perceber um ambiente harmonioso entre os participantes. 

Havia stands dos patrocinadores com diversas atividades para a criançada, food trucks e garrafinhas de água disponíveis gratuitamente no local. 










E aproveitamos o lugar lindo onde foi a Corrida para fazermos um passeio e registrar nossos momentos em família. 






Nos vemos na Corrida CN de 2018! ;)
Abraços, Genis Borges.


Ouro link sobre a #CorridaCN:
Corrida Cartoon Network 2016.




No meu consultório a rotina de primeira consulta é mais ou menos assim:

Primeiro preenchemos uma espécie de ficha com todos os dados da criança, depois faço uma pesquisa sobre a história médica, hábitos alimentares, hábitos para funcionais, hábitos de higiene...

Num segundo momento vamos para o consultório, propriamente dito, e aí começamos a examinar a criança, buscar informações sobre a escova de dentes, pasta de dente, uso do fio dental...

Terminada esta segunda fase, retornamos ao escritório e vamos conversar sobre o plano de tratamento para aquele pequeno paciente. Nesta hora é muito comum surgir o seguinte comentário: "Eu disse que iria trazer meu filho ao dentista, mas fulano me disse que não precisava porque dente "de leite cai".

Ou, se estiver no plano de tratamento uma pulpectomia ou pulpotomia (que seria o tratamento de canal do dente decíduo, dente “de leite”) aparece outra pergunta: "Mas dizem que dente "de leite" não tem raiz?

Então, para provar que o dente decíduo tem raiz e ainda, que tem um papel importantíssimo na vida de nossas crianças,  fiz este texto.

O dentes decíduos começam a erupcionar por volta dos 6 anos, como vimos numa coluna passada e, ele tem as seguintes funções:

Mastigação

Quando inicia o processo de desmame da criança, na verdade começa uma troca por alimentos pastosos, peneirados, depois só amassados, até que a criança consiga mastigar alimentos inteiros. Esta mastigação acontece por causa de um conjunto de dentes, músculos e ossos. A  mastigação promove a continuação do desenvolvimento muscular e ósseo.

A mastigação também exerce papel fundamental no sistema digestivo. Uma pessoa que engole os alimentos sem mastigar, ou com uma mastigação insuficiente também poderá ter problemas digestivos.

Mantenedor de espaço

Os dentes decíduos "guardam" o espaço para os dentes permanentes, que começam aparecer, como já sabemos, por volta dos 6 anos.

Antes de "nascerem", os dentes permanentes que ficam internamente ao osso, em íntima relação com a raiz do decíduo, a usa como guia. Conforme ele vai erupcionando, vai destruindo sua raiz. É por isso que muitas pessoas pensam que dente "de leite" não tem raiz, porque quando ele cai, já foi destruída a raiz pelo movimento de erupção do dente permanente, mas acredite: A raiz estava lá!

Fonação

Nossos dentes também são responsáveis por uma boa fala, porque a correta pronúncia das palavras depende do apoio dos dentes. É difícil entender a fala de alguém que não têm alguns ou todos os dentes.

Estética


Nossos dentes têm papel fundamental na harmonia da face. O sorriso modifica uma pessoa. Eles têm também uma função social.

Até aqui, podemos concluir que os dentes decíduos são de extrema importância!

Mas, dente “de leite” dói?
Claro!

Uma criança com cárie pode sofrer muito com dor de dente e a perda precoce de um decíduo pode trazer consequências para nossas crianças. Então previna, mantenha a higiene bucal de seu filho, evite alimentos que não são saudáveis e mantenha em dia a consulta com o odontopediatra.


Para terminar, gostaria de contar um caso:

Estive em uma escola para dar uma palestra sobre o cuidado com os dentes. E comecei conversando com as crianças sobre a função dos dentes "de leite". Eu queria saber o que estava na cabecinha deles e perguntei: "Para que serve o dente de leite?"

Um garotinho com cara de sabido e sapeca respondeu: "Serve pra gente colocar debaixo do travesseiro, para a fada do dente pegar e deixar uma moeda!"

Então podemos acrescentar mais essa função do dente "de leite": Gastar o dinheiro dos pais!

Essas crianças ainda vão me matar de tanto amor!

Cuidar de criança é diversão garantida!





Olá famílias,

José Marcos estava ansioso para fazer um vídeo mostrando sua luminária! Ele escolheu a luminária exatamente como queria, isso porque a luminária é PERSONALIZÁVEL, CRIATIVA e DECORATIVA e além de fazer o papel dela de iluminar, pode-se escolher a COR do corpo entre 08 opções disponíveis, o tipo de LETRA e a melhor parte, você decide o que vai ESCRITO nela. Fora isso tudo, a iluminação é feita por Leds coloridos que mudam de cor através de um controle remoto que a acompanha.


A Minha Lightbox é a única luminária decorativa que é:
  • 100% ACRÍLICO;
  • Personalizável (cor e escrita);
  • É bem leve e resistente;
  • É decorativa. Compõe muito bem qualquer ambiente;
  • Estimula as crianças a identificarem letras e cores;
  • Iluminação em LED, por isso não esquenta;
  • O LED é colorido, ou seja, a luz muda de cor;
  • Liga, desliga e troca de cores no controle remoto;
  • Você pode escolher a cor que vai ficar ligada;
  • As crianças não precisarão mais ter medo do escuro.


Minha Lightbox é uma luminária criada por você! Veja como funciona:



Se você tem interesse em adquirir uma luminária dessa, entre no site https://www.minhalightbox.com.br/ e utilize o código de desconto: meumundomaterno. Com o nosso código você ganha 20% de desconto!


Agora assista ao vídeo abaixo e se encante com a Luminária Lightbox. 



Abraços, Genis Borges ;)