Nossa! Quero compartilhar com vocês como fiquei feliz pelo convite de ser uma Colunista neste renomado blog! Uauuuu!

Antes de tudo, gostaria de me apresentar, e contar um pouco da minha história para vocês.

Sou Luciana Andrade, 36 anos, administradora de formação, e especializada em gestão de pessoas pela FGV Rio. Atuei por mais de 15 anos na área de Recursos Humanos, sempre com Desenvolvimento Humano em empresas de pequeno, médio e grande porte.

Aos 33 anos me tornei mãe, e junto com essa dádiva da maternidade, ganhei a culpa! Sofri muito por ter que acordar tão cedo, deixar minha filha Lívia na creche e ficar há 50 km de distância... não acompanhar os primeiros dentinhos, a engatinhada, e os primeiros passos. Sofri com as febres e com as viroses (se é mãe, você irá me entender).

Engravidei novamente, e veio o meu 2º filho, João Paulo, mas agora de uma maneira totalmente diferente. Nasceu pré maturo, com 32 semanas, após uma semana tensa de trabalho, e foi para a UTI.

Meu mundo desabou!!! Enquanto eu o acompanhava na UTI fiquei pensando, o que EU poderia ter evitado para que ele não adiantasse tanto e me lembrei de toda pressão psicológica que estava passando no trabalho, e que consequentemente acarretou em um parto pré maturo.

Ao sair do hospital, tomei uma decisão: Meu coração dizia que EU não queria mais isso para mim, que eu precisava de um trabalho mais flexível que me permitisse ficar mais próximo aos meus filhos e pudesse os ver crescer!

E assim, fiz minha migração de carreira, agora, trabalho como Coach de Carreira, aplico meus conhecimentos de gestão de pessoas, e ajudo profissionais a tomarem as decisões conscientes de carreira.

E conhecendo muito bem esse mundo materno, e o que você mamãe passa, venho deixar "7 dicas de coaching" para mamães!



1. É preciso ter clareza nas prioridades do dia a dia, defina e priorize o que é urgente, o que é importante, e o que é delegável. Não esqueça de estruturar as tarefas delegáveis e acompanhar os resultados.

2. Coloque limites em determinados pontos, tenha um tempo para cuidar da casa, cuidar de você, da sua saúde,  reserve momentos de lazer com filhos, e momento para estar com seu esposo, e simplesmente conversar.

3. Tempo é prioridade! Por isso tenha sempre a sua agenda muito bem organizada. Anote sua rotina com mercado, estudo com filhos, tarefas de casa, trabalho, salão, um tempo para feminices, negocie com sua rede de apoio e comemore as suas conquistas!

4. Resista! Não tente resolver tudo de uma vez, pois isto desgasta sua mente e o físico, além da possibilidade de sentir-se frustrada por não conseguir realizar tudo de uma única vez! Mantenha o FOCO!

5. Divida as tarefas de casa e com os filhos com o marido. A família é um projeto comum, onde você e o marido são parceiros!

6. Coloque seus sonhos no papel e divida-o em curto, médio e longo prazo. Trace metas de como irão se capitalizar para essas conquistas.

7. Pratique o autoconhecimento, entenda seus pontos fortes, pontos a desenvolver e seus limites. Se esforce para ser sua melhor versão!



Luciana Andrade
Mãe da Lívia e do João Paulo
Coach de Carreira e Empreendedora
24-99812-5567



Dicas de Coaching para mamães por Luciana Andrade.
Quer saber mais sobre Coaching? Entre em contato coachlucianaandrade@gmail.com





Olá famílias,

Vocês sabiam que a sufocação ou engasgamento é a primeira causa de morte acidental de bebês de até um ano de idade? Eu sei que nesse tipo de acidente o nervosismo vem a flor da pele, mas o conhecimento e a calma farão diferença no atendimento. “É comum que o bebê engasgue com o leite, às vezes algum objeto ou secreção. Por isso, se manter tranquilo é o primeiro passo nesses momentos”, declara José Antônio Pires, enfermeiro da maternidade Perinatal e especialista no tema.

Segundo o profissional, é necessário que a pessoa responsável esteja segura para realizar o procedimento, conhecido como manobra de Heimlich. “Esse é o método mais seguro para desobstrução das vias áreas. O adulto deverá virar o bebê de costas para si e inclinar sua cabeça um pouco para baixo. Em seguida, bater por até cinco vezes entre as escápulas. Ainda sim, se engasgo for mantido é necessário virar o bebê de frente e realizar cinco compressões torácicas com os dois dedos abaixo da linha dos mamilos ainda no osso esterno”, conta.

Mas o que NÃO FAZER (de forma alguma) caso seu bebê engasgue?


1 – Respiração boca a boca
Muitas pessoas pensam que isso pode ajudar. Não ajuda, apenas dificulta a respiração do bebê e empurra o que está engasgando.

2 – Desobstruir as vias com as mãos, no caso de engasgo com objetos
Caso não visualize o objeto ou o alimento não insira os dedos dentro da boca do bebê. Isso pode empurrar mais o objeto ou alimento.

3 – Virar de forma bruta de cabeça para baixo
Feito isso o bebê sai completamente da sua ação de defesa devido ao excesso de estímulo.

4 – Soprar no rosto do bebê
De acordo com o enfermeiro essa é uma atitude comum entre as avós dos bebês. “Trata-se de uma lenda popular que não colabora em nada para desobstrução. Pelo contrário, atrapalha”, relata.

5 – Jogar o bebê para o alto ou chacoalhar
Levantar ou chacoalhar o bebê é extremamente prejudicial. Pode causar lesões, além de não resolver o problema.

O que FAZER quando o bebê engasga? (Fonte: https://brasil.babycenter.com)

A primeira coisa a se fazer em caso de engasgamento do bebê é ligar o serviço especializado SAMU 192 ou para o CORPO DE BOMBEIROS 193 ou ir imediatamente ao pronto socorro mais próximo. Se não conseguir ajuda, tente desengasgar o bebê por dois minutos e peça ajuda. 

Faça as seguintes manobras para desengasgar o bebê: 

Segurando o bebê inclinado para a frente, dê até 5 palmadas nas costas dele, usando sua mão aberta. A posição da cabeça levemente inclinada para a frente facilita o processo de desengasgo e evita que a criança broncoaspire caso vomite durante as manobras.

Vire o bebê de barriga para baixo, segurando firmemente entre suas mãos e braços, e faça duas compressões torácicas.

A compressão é similar à da técnica de reanimação cardiopulmonar: comprima o centro do peito com 2 dedos (indicador e médio), logo abaixo da linha entre os mamilos.

Verifique se o bebê vomitou ou expeliu o objeto que causou o engasgo. Em caso negativo, repita a operação. Assim que o bebê desengasgar, a primeira reação será chorar.


O que fazer se um adulto engasgar: (Fonte: https://www.tuasaude.com/)

Na maior parte das vezes, o engasgamento é leve e, por isso, nesses casos é aconselhado:

- Pedir para a pessoa tossir 5 vezes com força;
- Bater 5 vezes no meio das costas, mantendo a mão aberta e num movimento rápido de baixo para cima.

Porém, se isso não funcionar, ou se o engasgamento for mais grave, como o que acontece ao comer alimentos moles como carne ou pão, deve-se iniciar imediatamente a manobra de Heimlich, que consiste em:

- Ficar de pé atrás da vítima, que também deve estar de pé (imagem 1);
- Passar os braços à volta do tronco da pessoa;
- Cerrar o punho da mão que tem mais força, normalmente a direita, e colocá-la sobre a boca do estômago da vítima (imagem 2);
- Colocar a outra mão sobre a mão que tem o punho cerrado;
- Fazer pressão com as mãos contra o estômago da pessoa, para dentro e para cima, como se fosse desenhar uma vírgula (imagem 3).


Esta pressão no estômago ajuda a deslocar o objeto pela garganta acima, liberando as vias aéreas, mas não deve ser feita em crianças com menos de 2 anos ou grávidas. Após este procedimento é normal que a pessoa comece a tossir, por isso, é importante deixá-la tossir, pois é a melhor maneira de evitar o sufocamento.

Abraços, Genis Borges.






Olá famílias,

É com muita alegria que apresento a nova colunista do blog, a Coach de Carreira e Liderança Luciana Andrade.


Luciana é administradora e atuou 15 anos em indústria. Tentou por alguns anos engravidar e quando decidiu fazer inseminação, engravidou de Lívia que hoje está com 3 anos. Quando Lívia completou 1 ano e 4 meses, Luciana se descobriu grávida de João Paulo que hoje tem 1 aninho.

Desde a sua primeira gestação, Luciana começou a se sentir culpada por trabalhar longe de casa e após o fim da licença maternidade ter que acordar a filha cedo para deixá-la na creche era algo angustiante. Depois da segunda gravidez, com o término da licença, pediu o desligamento da empresa que trabalhava.

Com esta decisão tomada, pensou em investir em seu próprio negócio deixando a formalidade de uma CLT para a flexibilidade de horário permitindo ter mais tempo com os filhos e, atualmente Luciana se encontra realizada e feliz e quer compartilhar isso com outras mamães que querem conciliar carreira e maternidade sem culpa e, nada melhor do que estar aqui no blog para dividir com vocês decisões que dão medo, mas que tem tudo para dar certo.

Luciana ganhou mais qualidade de vida, consegue acompanhar o desenvolvimento dos filhos e inspira outras pessoas a fazerem escolhas conscientes em busca de uma carreira com mais propósito. 

Em breve teremos posts incríveis da nossa Coach, aguardem!

Abraços, Genis Borges ;)


Luciana Andrade
Coach de Carreira e Liderança
Wpp (24) 99812-5567


Olá famílias,

É com muita alegria que convido as mamães de Volta Redonda e região para participarem do 1º Encontro do Blog Meu Mundo Materno. Neste dia iremos comemorar a marca de 100 mil seguidores do blog em grande estilo na casa de festa Pula Pula Kids.


É uma grande honra dividir as maravilhosas experiências, alegrias e dificuldades desta jornada de ser mãe, e ter todas vocês nos acompanhando, contribuindo e enriquecendo nossas experiências com comentários, sugestões e nos dando mais energia para continuar este maravilhoso trabalho, estamos preparando com muito carinho este grande encontro.

A estrutura do encontro contará com diversas atrações para as crianças e monitores para que vocês fiquem tranquilas, pois haverá um espaço reservado para as mamães onde teremos um bate papo gostoso e o sorteio de diversos brindes de nossos patrocinadores. 

E tem mais! Será servido o Buffet completo da Pula Pula Kids com um cardápio de dar água na boca. Tudo pensado para comemorar com vocês esta grande conquista!

São 40 vagas para que possamos dar atenção para as mamães presentes e, com muitas participantes isso não seria possível.

video

Se inscreva AQUI. O valor do ingresso é R$ 35,00 + taxa de R$ 3,50 da plataforma e por este valor as crianças já estão incluídas. Cada mamãe poderá se inscrever e levar no máximo dois filhos com idade até 9 anos. Chamem as amigas para participarem também!

Espero vocês para este encontro super especial!
Grande beijo, Genis. ;)




Olá famílias,

Trago para vocês uma receitinha super rápida e prática de Torta de Liquidificador. O recheio eu fiz de carne moída e linguiça, mas você pode fazer com o recheio de sua preferência. Confira como é fácil!


Ingredientes (massa):

  • 3 ovos.
  • 1/2 xícara de óleo.
  • 2 xícaras de leite. 
  • 2 xícaras de trigo.
  • 1 pitada de sal. 
  • 1 colher de fermento.
Recheio:

  • 500g de carne moída. 
  • Linguiça picadinha.
  • Alho.
  • Cebola.
  • Milho verde.
  • Azeitonas. 
  • Tomate picado, sem sementes e sem pele. 
  • Sal de temperos a gosto. 

Modo de Preparo:

Frite a carne moída e a linguiça com o óleo, alho e cebola. Depois acrescente o milho verde, as azeitonas, o tomate picadinho e os temperos de sua preferência. 

Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador deixando o fermento por último. 

Despeje metade da massa em uma forma untada. 


Coloque o molho de carne. 


 E cubra com o restante da massa.



Leve ao forno médio, preaquecido por mais ou menos 30 minutos ou até que a massa esteja ligeiramente dourada. 



Prontinho!

Um abraço, Genis Borges ;)





Olá famílias,

Sou a caçula de 6 filhos, a rapinha do tacho e desde pequena presenciei o ciúme entre os meus irmãos. Eles reclamavam que a irmã mais velha era sempre beneficiada em algo e com o passar dos anos, à medida que fui crescendo, comecei a observar que isso realmente acontecia. Minha mãe sempre se justificava para os outros filhos, dizia que fazia tal coisa por isso ou aquilo, mas meus irmãos nunca concordavam. Até hoje quando todos os irmãos se juntam, surgem comentários de que minha mãe puxa mais saco de um do que de outro.

Mas, por que acontecem essas comparações entre os irmãos? Por que uns se sentem menos favorecidos do que os outros? Como evitar que o ciúme aconteça? As respostas são simples, mas atitudes que parecem ser tão óbvias podem passar despercebidas pelos pais.


Um princípio muito importante é não fazer comparações. Cada filho é único em sua personalidade e enquanto um pode ser mais alegre, o outro pode ser mais introspectivo e as comparações intensificam a rivalidade entre eles.

Outra questão importante é a preferência de gênero da criança, comentários que gostaria de ter uma menina ou um menino faz com o que o outro filho se sinta rejeitado.

Em alguns casos, o filho mais velho acaba se tornando o babá do irmão mais novo. Quase tudo é delegado para ele e o tempo que ele tinha para brincar e cuidar de suas próprias coisas agora se transforma em obrigações em olhar e cuidar do irmão mais novo e isso causa muito descontentamento. 

A atenção dada mais pra um do que pra outro também é um complicador do ciúmes. Uma boa alternativa para ter um equilíbrio na atenção entre os filhos é deixar o filho mais novo com alguém (a avó, por exemplo) e ficar a sós com o filho mais velho para uma brincadeira, uma contação de história, etc. Faça o mesmo com o filho mais novo, para dar atenção exclusiva a cada filho separadamente.

Identificando o que gera ciúme entre os irmãos, interfira antes que vire briga e nunca permita agressões entre eles. Alguns pais acham engraçadinho o irmãozinho mais novo bater no mais velho e isso não é saudável.

Creio que todas essas informações não são novidades para vocês, mas como disse, atitudes simples e que deixamos de lado podem gerar problemas emocionais nos filhos por toda a vida. 

Um grande abraço, Genis. 


Olá famílias,

Como falei no post "Amamentação... da teoria para a prática" a amamentação por aqui não foi nada fácil, mas com o apoio de algumas pessoas e muita leitura sobre o assunto, consegui amamentar José Marcos em livre demanda e foi uma experiência incrível!

E pensando em você mamãe, que pode estar procurando informações sobre este assunto, assim como eu procurei um dia, elaborei várias dicas para que consiga amamentar e tenha a oportunidade de vivenciar um momento de muita paz, amor e cumplicidade. 

Dicas de...


Esteja em um lugar tranquilo:  Lembro que recebia algumas visitas na hora que ia começar a amamentar e minha mãe, que ficou no período do meu resguarda, convidava as visitas para outro cômodo da casa. Tanto a mãe quanto o bebê precisam de tranquilidade, principalmente no início.

Faça a pega correta: O bebê precisa abocanhar a aréola em volta do mamilo. Quanto menos aparecer a parte escura do seio (aréola), menos dor você sentirá. A dor é sinal de pega incorreta. Quando José Marcos abria a boca, eu o colocava rapidamente no peito.

Se tiver muito leite, faça a ordenha: Por várias vezes meus seios empedraram e a dor era insuportável! Se isso acontecer com você, faça a ordenha. Meu marido ajudava também com massagens com as pontas do dedo e isso alivia muito.

Intercale os seios: Pode acontecer do filho querer mais um seio do que o outro, mas ofereça o peito rejeitado assim mesmo. Algumas vezes isso aconteceu com José Marcos e sempre era pelo mesmo motivo: a falta de aconchego no colo. Tente identificar o motivo da rejeição.

Use sutiã confortável: O sutiã mais confortável é o de algodão com abertura frontal.

Descanse:
 Eu aproveitava para dormir e descansar nos intervalos das mamadas.

Beba bastante água: Sentir sede é normal e isso acontece porque o corpo precisa repor todo o líquido que perde durante a amamentação.

Evite alguns alimentos: Refrigerantes, café, chá preto, chá mate, adoçantes, alimentos diet/light, leite e chocolate foram indicados para que eu não consumisse. Não existe alergia ao leite materno, mas a ingestão de leite de vaca e seus derivados podem causar algum tipo de alergia para o bebê transmitida pelo leite materno (bebida alcoólica e cigarro NEM PENSAR!).

E não esqueça que o aleitamento exclusivo deve acontecer até os 6 meses de vida do bebê e pode se estender mesmo depois da criança ser introduzida às quatro refeições. José Marcos mamou no peito até 2 anos e 9 meses.


Espero ter ajudado!
Um abraço, Genis Borges ;)

*Todas as informações do texto são minhas experiências pessoais que transformei em dicas. Peça orientação ao seu obstetra e ao pediatra de seu filho sempre que necessário, pois a minha experiência com a amamentação pode ser diferente da sua. 



Coração de mãe tem que ser forte, porque essas crianças são mestres em cair, rolar, voar e espatifar no chão!


Como estou há muitos anos na odontopediatria, desenvolvi um equipamento especial para que você, mamãe, pare de levar tanto susto. 

É simples! Compre muitos metros de plástico bolha e embrulhe seu filho todos os dias pela manhã...


Brincadeira!!!! 

Não existe uma receita mágica, mas algumas medidas podem fazer toda a diferença.

E, se mesmo assim, acontecer de seu filho cair e bater de boca?

Vamos começar por pequenos cuidados para evitar as quedas: 
  • Existe uma fase, e isso depende de cada criança e do estímulo que ela recebe especialmente em casa, que a criança ainda está aprendendo a se equilibrar. É uma fase muito importante, solte a criança, deixe que ela entenda seu corpinho, mas monitore, fique sempre por perto. Dá muito trabalho e uma canseira sem fim, mas é assim que precisa ser.
  • Subir e descer, sentar e levantar, rolar, rastejar são pequenos desafios importantes para fortalecer a musculatura e ajudam a criança a se perceber no espaço. Mas fique de olho porque as crianças não pensam no perigo.
  • Dê atenção especial em locais que têm tapetes no chão, pequenos degraus, pisos irregulares.
  • O tipo de roupa e especialmente o calçado tem um papel muito importante neste caso. Para ficar em casa pertinho da mamãe e do papai um chinelinho ou sandalinha mais soltinhos no pé podem funcionar bem, mas para brincar na rua e ir para escola, escolha um calçado mais seguro.
  • Brincadeiras entre irmãos e primos sempre precisam de monitoramento, porque são muitas aventuras criadas nessas mentes tão fantásticas.
  • Quando você estiver com seu filho, acompanhando uma brincadeira se desligue do celular, da TV, fique de olho nele, interaja, se divirta.
Mas, se na hora que você piscou o menino “bateu com a cara” no chão? 

Mantenha a calma! Pegue seu filho no colo, tente se acalmar e o acalme! Lave seu rosto, sua boquinha e observe:
  • Tem sangue?
  • De onde saiu? Do lábio, gengiva, língua...
  • O dentinho quebrou? Mudou de posição? Entrou (intruiu)? Saiu (extruiu)? Saiu inteiro (avulsionou)?
  • Não tente balançar o dente.
  • Faça uma compressa com gelo protegendo a pele da criança com uma toalhinha.
  • Se a criança sofreu algum corte profundo, leve-a ao hospital para realizar a sutura e outros cuidados necessários.
  • Procure um odontopediatra o mais rápido possível. Infelizmente não temos odontopediatras de plantão nos hospitais e o médico da emergência ou o bucomaxilo darão o primeiro atendimento, porém, sempre  será necessária a avaliação do odontopediatra porque tem conhecimento específico para tal avaliação.
  • Se o dentinho do seu filho saiu inteiro (avulsionou) com raiz e tudo, você deve seguir estes passos: 
  1. Se for um dente decíduo (dente de leite): Leve o dente para o odontopediatra, sem nenhum cuidado especial.
  2. Se for o dente permanente: Segure o dente somente pela coroa e nunca pela raiz.
  3. Se você não conseguir chegar ao odontopediatra em menos de 5 minutos: Coloque o dente em um recipiente com leite frio, ou saliva, ou soro fisiológico ou água.
É muito importante que o dente não fique seco, por isso imediatamente coloque no recipiente com um destes líquidos citados acima.

Todos os casos de traumas dentários, em decíduos ou permanentes, necessitam  de um atendimento imediato realizado pelo odontopediatra, mesmo se você não conseguir perceber alteração. Assim, todas as medidas serão tomadas, os pais receberão orientações muito importantes para a recuperação daquele dentinho e ainda será necessário um acompanhamento  posterior.

Pena que não dá pra embrulhar as crianças no plástico bolha!!!! rsrs