Dia Nacional do Teste do Pezinho {06 de Junho}

Olá famílias!

Hoje é celebrado o Dia Nacional do Teste do Pezinho. Logo ao nascer, o bebê é submetido a este exame, através de sangue coletado do seu calcanhar. Este exame, chamado de triagem neonatal, permite identificar doenças genéticas (que são transmitidas pelos genes dos pais) e congênitas (que evoluem dentro do útero). Este teste é um dos mais importantes na sondagem do estado de saúde do recém-nascido.

O teste do Pezinho deve ser feito a partir de 48h até 30 dias de nascimento do bebezinho. Qualquer pessoa pode ter um filho portador de doenças, mesmo que não haja casos em sua família e com o teste realizado logo nos primeiros dias, o tratamento para as possíveis doenças detectadas começará cedo, podendo evitar sequelas sérias. 

Diversas maternidades já fazem o teste rotineiramente, antes da alta da mamãe e bebê após o parto. Se isso não acontecer, é direito do bebê fazer o teste gratuitamente pelos postos de saúde municipais. 

Várias são as doenças detectadas pelo teste do Pezinho. Confira quais são elas de acordo com o site Tua Saúde.

Teste do pezinho básico - As doenças detectadas pelo teste do pezinho básico, que é grátis pelo sus, incluem:
  • Fenilcetonúria: uma doença que causa um comprometimento neurológico no desenvolvimento da criança;
  • Hipotireoidismo congênito: doença que pode levar ao retardamento mental e a malformações físicas;
  • Anemia falciforme: pode levar a alterações em todos os órgãos e sistemas do corpo;
  • Hiperplasia adrenal congênita: doença que faz com que a criança tenha uma deficiência hormonal de alguns hormônios e um exagero na produção de outros, que pode, inclusive, levar à morte;
  • Fibrose Cística: doença que leva à produção de uma grande quantidade de muco, comprometendo o sistema respiratório e afetando também o pâncreas;
  • Deficiência de biotinidase: pode levar a convulsões, falta de coordenação motora, atraso no desenvolvimento e queda dos cabelos.
As doenças detectadas pelo teste do pezinho básico variam conforme o Estado brasileiro, no entanto obrigatoriamente a fenilcetonúria e o hipotireoidismo congênito são sempre pesquisadas.

Doenças detectadas pelo teste do pezinho ampliado - Além das doenças acima citadas, o teste do pezinho ampliado ou expandido consegue detectar outras doenças como por exemplo:
  • Galactosemia: doença que faz com que a criança não consiga digerir o açúcar presente no leite, podendo levar a um comprometimento do sistema nervoso central;
  • Toxoplasmose Congênita: doença que pode ser fatal ou levar à cegueira, icterícia que é a pele amarelada, convulsões ou retardo mental;
  • Deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase: facilita o aparecimento de anemias, que podem variar de intensidade;
  • Sífilis congênita: uma doença grave que pode levar ao comprometimento do sistema nervoso central;
  • Aids: doença que leva a um sério comprometimento do sistema imune, que ainda não tem cura;
  • Rubéola congênita: provoca deformações congênitas como catarata, surdez, retardo mental e até má formações cardíacas;
  • Herpes congênita: doença rara que pode causar lesões localizadas na pele, mucosas e olhos, ou disseminada, afetando seriamente o sistema nervoso central;
  • Doença do citomegalovírus congênita: pode gerar calcificações cerebrais e retardo mental e motor;
  • Doença de chagas congênita: uma doença infecciosa que pode causar retardo mental, psicomotor e alterações oculares.

Lembrando que essas doenças não apresentam sintomas no nascimento e, se não forem tratadas cedo, podem causar sérios danos à saúde, inclusive retardo mental grave e irreversível. Identificadas cedo e tratadas adequadamente, essas doenças podem ser prevenidas e controladas.

José Marcos fez o Teste do Pezinho com 8 dias de nascido. 

O mais importante é que um médico, especialista, esteja acompanhando o bebê, indicando tratamentos e receitando remédios. As informações postadas aqui no blog são apenas de caráter educativo e informativo. 

Abraços, Genis Borges ;) 

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. A Alice fez ainda na maternidade, pena na época nao fiz foto, e com minha mudança deixei o cartão com a fotinha do pezinho. Bom lembrar da importância deste teste. Vim te convidar a ver as novidades do Poesia do Bem, bjs

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus olha o tamanhico do JM, fofo demais (ai que saudades de um bebê no colo rs), o Gui fez na maternidade e eu não tenho foto, pois fez quando estava no berçário.

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir