Polvo de Crochê ajuda na recuperação de bebês prematuros


Olá famílias,

Esse polvo nos parece fofo, não é mesmo? Um brinquedo feito de crochê, muito colorido e lindo, mas ele é muito mais do que isso! Os polvos de crochê estão ajudando na recuperação de bebês prematuros internados nas unidades de terapia intensivas (UTIs). O projeto iniciou-se na Dinamarca, em 2013 e tem se espalhado por vários países, inclusive o Brasil, que aderiu ao projeto este ano. 

Os polvos são colocados dentro das incubadoras das maternidades e os bebês se sentem protegidos e aconchegados, pois os tentáculos se assemelham ao cordão umbilical da mãe. Quando os bebês abraçam os tentáculos, eles se sentem mais seguros. 

Apesar de não haver evidências científicas sobre os benefícios do polvo, vários hospitais que adotaram o Projeto Octo registraram melhoras nos sistemas cardíaco e respiratório, além do aumento no nível de oxigênio no sangue dos bebês que tiveram contato com os polvos de crochê e, além de todos esses benefícios, o polvo evita que os bebês puxem os tubos, porque ao invés de puxar os equipamentos, eles estão com as mãozinhas ocupadas segurando os tentáculos. 

O polvo pode ser confeccionado por qualquer pessoa que tenha habilidades com crochê, mas alguns cuidados são importantes, pois os bichinhos devem ser feitos com linha de crochê 100% algodão e de manta siliconada e os tentáculos não podem ter mais do que 22 centímetros, para evitar sufocamento. 

Eu fiquei muito apaixonada por este projeto e presentei algumas amigas.

Helena filha da amiga Jaqueline. 

Daniel filho da amiga Vanessa. 

Mariana filha da amiga Michele. 


O Projeto Octo nasceu na Dinamarca, no Hospital Universitário de Aarhus. Saiba mais sobre o projeto AQUI.

Abraços, Genis Borges ;)

Comentários
1 Comentários

Um comentário: