Seu filho caiu de boca no chão? Saiba o que fazer.

Coração de mãe tem que ser forte, porque essas crianças são mestres em cair, rolar, voar e espatifar no chão!


Como estou há muitos anos na odontopediatria, desenvolvi um equipamento especial para que você, mamãe, pare de levar tanto susto. 

É simples! Compre muitos metros de plástico bolha e embrulhe seu filho todos os dias pela manhã...


Brincadeira!!!! 

Não existe uma receita mágica, mas algumas medidas podem fazer toda a diferença.

E, se mesmo assim, acontecer de seu filho cair e bater de boca?

Vamos começar por pequenos cuidados para evitar as quedas: 
  • Existe uma fase, e isso depende de cada criança e do estímulo que ela recebe especialmente em casa, que a criança ainda está aprendendo a se equilibrar. É uma fase muito importante, solte a criança, deixe que ela entenda seu corpinho, mas monitore, fique sempre por perto. Dá muito trabalho e uma canseira sem fim, mas é assim que precisa ser.
  • Subir e descer, sentar e levantar, rolar, rastejar são pequenos desafios importantes para fortalecer a musculatura e ajudam a criança a se perceber no espaço. Mas fique de olho porque as crianças não pensam no perigo.
  • Dê atenção especial em locais que têm tapetes no chão, pequenos degraus, pisos irregulares.
  • O tipo de roupa e especialmente o calçado tem um papel muito importante neste caso. Para ficar em casa pertinho da mamãe e do papai um chinelinho ou sandalinha mais soltinhos no pé podem funcionar bem, mas para brincar na rua e ir para escola, escolha um calçado mais seguro.
  • Brincadeiras entre irmãos e primos sempre precisam de monitoramento, porque são muitas aventuras criadas nessas mentes tão fantásticas.
  • Quando você estiver com seu filho, acompanhando uma brincadeira se desligue do celular, da TV, fique de olho nele, interaja, se divirta.
Mas, se na hora que você piscou o menino “bateu com a cara” no chão? 

Mantenha a calma! Pegue seu filho no colo, tente se acalmar e o acalme! Lave seu rosto, sua boquinha e observe:
  • Tem sangue?
  • De onde saiu? Do lábio, gengiva, língua...
  • O dentinho quebrou? Mudou de posição? Entrou (intruiu)? Saiu (extruiu)? Saiu inteiro (avulsionou)?
  • Não tente balançar o dente.
  • Faça uma compressa com gelo protegendo a pele da criança com uma toalhinha.
  • Se a criança sofreu algum corte profundo, leve-a ao hospital para realizar a sutura e outros cuidados necessários.
  • Procure um odontopediatra o mais rápido possível. Infelizmente não temos odontopediatras de plantão nos hospitais e o médico da emergência ou o bucomaxilo darão o primeiro atendimento, porém, sempre  será necessária a avaliação do odontopediatra porque tem conhecimento específico para tal avaliação.
  • Se o dentinho do seu filho saiu inteiro (avulsionou) com raiz e tudo, você deve seguir estes passos: 
  1. Se for um dente decíduo (dente de leite): Leve o dente para o odontopediatra, sem nenhum cuidado especial.
  2. Se for o dente permanente: Segure o dente somente pela coroa e nunca pela raiz.
  3. Se você não conseguir chegar ao odontopediatra em menos de 5 minutos: Coloque o dente em um recipiente com leite frio, ou saliva, ou soro fisiológico ou água.
É muito importante que o dente não fique seco, por isso imediatamente coloque no recipiente com um destes líquidos citados acima.

Todos os casos de traumas dentários, em decíduos ou permanentes, necessitam  de um atendimento imediato realizado pelo odontopediatra, mesmo se você não conseguir perceber alteração. Assim, todas as medidas serão tomadas, os pais receberão orientações muito importantes para a recuperação daquele dentinho e ainda será necessário um acompanhamento  posterior.

Pena que não dá pra embrulhar as crianças no plástico bolha!!!! rsrs 




Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Nossa, super importante este Post... pq cair e se machucar é inevitável na infância, infelizmente!!! bjo

    ResponderExcluir
  2. Nossa nunca tinha pensando que temos que ter muito cuidado quando acontecer a quebra do dente, nunca saberia como proceder se não fosse o post! Muito bom

    ResponderExcluir