Olá famílias,

A Elian consegue sempre me surpreender com seus lançamentos. Com muitas cores, conforto e estampas lindíssimas, a nova Coleção Primavera Verão 2017 está de arrasar!




Além dos personagens favoritos da criançada, a coleção Primavera traz flores e listras acompanhadas de bichinhos cheios de charme e doçura.





E pra quem tem adolescente em casa, a Elian traz uma linda coleção teen. 


São muitas opções tanto para os meninos quanto para as meninas que vão da linha bebê ao teen. Confira, se apaixone e descubra uma Elian pertinho de você. 

Você pode conferir José Marcos em nossas redes sociais (Instagram e Fanpage) com seus looks Elian

Blog: http://www.blogelian.com.br/

Um abraço, Genis Borges ;)
Olá famílias,

Uma das dúvidas mais comuns enviadas pelas mamães à nossa página é sobre alimentação infantil e, pensando em levar conteúdo de qualidade para vocês, o post de hoje conta com as dicas da nutricionista Marcela Mendes.


Os hábitos e preferências alimentares são definidos desde a infância, por isso boas escolhas devem ser feitas desde o inicio, impactando diretamente nas escolhas de um adulto saudável.

Crianças amamentadas pela mãe se beneficiam muito, uma vez que o leite materno possui os nutrientes essenciais para o sistema imunológico e prevenção de doenças. No entanto, a alimentação da mãe é crucial para a boa qualidade do leite e saúde do bebê.

Quando para criança é ofertada uma alimentação de qualidade, balanceada e rica em nutrientes, espera-se crescimento e desenvolvimento adequados, prevenindo doenças como sobrepeso, obesidade, diabetes, hipertensão e mesmo alguns tipos de câncer, que podem ser desenvolvidos na fase adulta, mas também comuns na infância.

O ato de comer deve ser um ato prazeroso e os pais precisam estimular de diversas maneiras a introdução e o consumo de verduras, legumes, frutas, cereais integrais, proteínas, fibras, gorduras essenciais e a quantidade adequada de água. Crianças seguem os exemplos dos pais, por isso é preciso se atentar ao que se consome frente a elas.

Entenda que a comida não deve ser encarada como um castigo ou mesmo um prêmio, a criança precisa entender a importância de uma refeição. Não a obrigue a comer a todo o momento ou quando ela demonstrar não sentir fome, mas também não a ofereça opções de lanches quando for o momento de se alimentar com comida. Permitir que crianças consumam doces, bolos, refrigerantes e outros alimentos industrializados, por falta de tempo, não é educação alimentar.

Também é importante determinar horários e rotina alimentar, associada a um cardápio equilibrado para que aja adaptação e aceitação. As refeições devem ser feitas preferencialmente em locais tranquilos, sem televisão, celular, tablet ou aparelhos que possam desviar a atenção do alimento. Mas, não se esqueça de que a alimentação não deve ser um momento de frustrações.

Ensinar à criança que a mastigação precisa ser feita lentamente e que um prato com alimentos coloridos é mais nutritivo, faz total diferença quando o assunto é nutrição e saúde.

Alimentar é um ato de afeto, é amar e cuidar.


Marcela Mendes - Nutricionista Mundo Verde

Olá famílias,

Novamente as mamães pediram para eu falar um pouquinho sobre o desfralde, então resolvi fazer este post respondendo às perguntas mais comuns entre as leitoras.


Quando sabemos que está na hora do desfralde?
Quando a criança começa a entender comandos e imita os pais, significa que ela começa a ter mais maturidade e é possível nesse momento iniciar o desfralde. Outras características importantes são: o incômodo que a criança começa a ter com a fralda molhada de xixi ou suja de cocô e o tempo que a fralda fica seca é de mais de três horas.

Qual a idade para começar o desfralde?
Não há uma idade exata para iniciar o desfralde, mas iniciar cedo demais pode trazer prejuízos à saúde da criança, como infecções urinárias e prisão de ventre. Cada criança é única e possui o seu próprio ritmo e como respondido na pergunta acima, ela dará indícios de que está preparada. Geralmente o desfralde começa aos 2 anos, mas tudo depende do desenvolvimento de cada criança, sua compreensão verbal, entre outros fatores.

Por que a criança tem mais dificuldade para fazer o cocô fora da fralda?
Fazer cocô pode deixar a criança receosa, pois demora mais, pode trazer alguma dor ou porque ela não gosta do respingo de água no bumbum. Nessa transição é preciso muito calma e paciência para que a criança compreenda de que uma dozinha de barriga é o aviso de que o corpo precisa expelir o cocô e que o volume das fezes, que pode assustar a criança também, é o nosso lixinho e precisamos jogar ele fora.

Meu filho se recusa a sentar no penico, o que fazer?
Algumas crianças não gostam mesmo do penico e já começam a utilizar o vaso sanitário direto e há no mercado vários tipos de redutores de assento. Com meu filho José Marcos foi assim, observando o papai ele quis usar o vaso e não o penico. Mas, se a criança apresenta algum tipo de medo, uma alternativa é colocar um bichinho ou boneca no penico, contar uma historinha simulando que eles estejam fazendo xixi ou cocô. O pior erro é repreender, ameaçar ou brigar, essas atitudes podem atrasar todo o processo e ainda trazer prejuízos psicológicos para a criança.

Meu filho não faz xixi e cocô fora de casa, o que fazer?
Vamos assumir que usar o banheiro alheio não é tão confortável né pessoal? Agora imagina se for um banheiro público? Se seu filho está com dificuldades de usar o banheiro na escola, pode ser porque tem medo de ficar sozinho e é preciso conversar com a escola sobre o assunto. Se ele não quiser usar o banheiro do shopping, numa festinha ou na casa de alguém, explique que lá também é um lugar para que as pessoas possam fazer suas necessidades e fique sempre com ele para transmitir segurança.

Por que meu filho ainda não desfraldou à noite?
Se a fralda de seu filho amanhecer seca por três ou mais dias seguidos, significa que ele já está fisicamente preparado para ficar uma noite inteira sem fazer xixi ou cocô. Evite dar líquido a noite para a criança, deixe a luz do banheiro acesa e não compare o desfralde diurno com o noturno. O desfralde noturno é uma segunda fase do desfralde e pode demorar um pouco mais.

Espero que o post tenha ajudado e lembre-se de não comparar seu filho com outras crianças, cada criança é única e tem o seu tempo de descobertas.

Um abraço, Genis. 

Leia também "A hora do desfralde".

Olá famílias,

Bolinho de carne por aqui faz o maior sucesso e como tenho substituído frituras por assados, aí vai a minha receitinha de Bolinho de Carne Moída Assado

Essa receita fica uma delícia e é perfeito para as crianças, pois é possível acrescentar legumes picadinhos enquanto se enrola os bolinhos.


Ingredientes:

  • 500g de carne moída (eu usei patinho).
  • 1 tomate picadinho, sem pele e sem sementes.
  • Cenoura raladinha.
  • 1/2 cebola ralada.
  • Cheiro verde.
  • Sal e temperos a gosto.
  • Farinha de trigo pra dar liga. 

Modo de Preparo:
Em uma vasilha coloque a carne e acrescente todos os ingredientes da receita. Não precisa de ovo, somente um pouco de farinha de trigo para dar ponto de enrolar. 
Em uma assadeira untada acomode os bolinhos e leve ao forno pré aquecido por mais ou menos 25 minutos. 

Prontinho! Agora é só servir! 


Receitinha rápida, prática e deliciosa... Gostaram?

Bom apetite!
Genis Borges ;)





Olá famílias,

Fizemos um breve passeio, mas muito gostoso na Vila Luís Carlos. Nunca ouvir falar? Imagina um lugarzinho pacato, aconchegante e com uma linda e simples arquitetura... Imaginou? Assim é a Vila Luís Carlos (ou Estação Luís Carlos) que foi restaurada em 2011 e que tem apaixonado visitantes de todos os lugares por uma verdadeira volta ao passado.


A Estação Luís Carlos tem uma arquitetura simples representando características do século XIX, lembrando as fachadas das estações inglesas. Muitas casas que estão na Vila tornaram-se estabelecimentos comerciais como cafeteria, sorveteria, pastelaria, bares e bistrô que despertam interesse dos turistas. Igreja de São Lourenço recebeu cores originais da época de sua construção. 

Resultado de imagem para estação luís carlos

Imagem relacionada

A Estação Luís Carlos é também o ponto de parada do trem Maria Fumaça 353 que parte de Guararema nos finais de semana para um passeio cultural. 








Na Vila Luís Carlos você também encontra:
  • Exposição de artesanato que valoriza a cultura brasileira e critérios de sustentabilidade.
  • Prática de Yoga para harmonizar o corpo e a mente.
  • Espaço de Formação onde é realizado cursos que visam a saúde integral do ser.
  • Massagens terapêuticas.
  • Empório de produtos orgânicos.
  • Feira de produtos ogânicos dos produtores locais com certificado de agricultura orgânica.

Resultado de imagem para Megandra Empório Cultural.





Resultado de imagem para Megandra Empório Cultural.





Se você gostou desta dica de passeio, deixe um recadinho nos comentários. Vou adorar saber a sua opinião!
Um grande beijo, Genis Borges ;) 

José Marcos veste Elian



Olá famílias,

Esse polvo nos parece fofo, não é mesmo? Um brinquedo feito de crochê, muito colorido e lindo, mas ele é muito mais do que isso! Os polvos de crochê estão ajudando na recuperação de bebês prematuros internados nas unidades de terapia intensivas (UTIs). O projeto iniciou-se na Dinamarca, em 2013 e tem se espalhado por vários países, inclusive o Brasil, que aderiu ao projeto este ano. 

Os polvos são colocados dentro das incubadoras das maternidades e os bebês se sentem protegidos e aconchegados, pois os tentáculos se assemelham ao cordão umbilical da mãe. Quando os bebês abraçam os tentáculos, eles se sentem mais seguros. 

Apesar de não haver evidências científicas sobre os benefícios do polvo, vários hospitais que adotaram o Projeto Octo registraram melhoras nos sistemas cardíaco e respiratório, além do aumento no nível de oxigênio no sangue dos bebês que tiveram contato com os polvos de crochê e, além de todos esses benefícios, o polvo evita que os bebês puxem os tubos, porque ao invés de puxar os equipamentos, eles estão com as mãozinhas ocupadas segurando os tentáculos. 

O polvo pode ser confeccionado por qualquer pessoa que tenha habilidades com crochê, mas alguns cuidados são importantes, pois os bichinhos devem ser feitos com linha de crochê 100% algodão e de manta siliconada e os tentáculos não podem ter mais do que 22 centímetros, para evitar sufocamento. 

Eu fiquei muito apaixonada por este projeto e presentei algumas amigas.

Helena filha da amiga Jaqueline. 

Daniel filho da amiga Vanessa. 

Mariana filha da amiga Michele. 

Isabela filha da amiga Suélen.


O Projeto Octo nasceu na Dinamarca, no Hospital Universitário de Aarhus. Saiba mais sobre o projeto AQUI.

Abraços, Genis Borges ;)






Olá famílias,

Sempre penso em como a maternidade transformou a minha vida totalmente. Transformou minha casa, meu casamento, minha vida profissional, me transformou como pessoa, como mulher e também transformou minhas amizades. Gradativamente as minhas amizades foram se modificando desde a gestação e depois que José Marcos nasceu a mudança foi quase que radical.

Lembro de um episódio que aconteceu quando José Marcos ainda era bem pequeno. Fomos à uma pizzaria com um casal de amigos que não tinha filhos e tudo foi muito engraçado... JM mamava, depois chorava, depois mamava de novo e chorava mais um pouquinho, fiz duas trocas de fraldas no improviso, pois não tinha fraldário no local e nossas conversas foram interrompidas umas mil vezes! Depois desse passeio não saímos mais juntos e a amizade se manteve por celular, internet e visitinhas nos dias dos aniversários, até que hoje em dia o contato é bem escasso.

Como mãe de primeira viagem fui entendendo que ficava muito difícil sair em alguns lugares com criança e comecei a optar por restaurantes, pizzarias, lanchonetes com playground e fraldário.

Com o passar do tempo, naturalmente foram surgindo novos amigos. Hoje quando me reúno com meus amigos, nossa casa se transforma em uma ‘creche’! É brinquedo espalhado por todo lado! E os passeios atualmente são em parquinhos, pracinhas, shoppings com comida pra criança, muita brincadeira, música e diversão!





Claro que tenho amigos que sei que posso contar mesmo acontecendo esse afastamento após a maternidade, mas aquelas frequentes visitas, passeios e noites a fora de bate papo diminuíram quase que cem por cento.

A maternidade mudou meus valores, meus interesses e nesse pacote todo veio a mudança das amizades. Agora os grupos são de mães, muitas trocas de experiências e conversa sobre maternidade.

E com vocês, as amizades também modificaram depois da maternidade?

Genis Borges ;)




Olá famílias, hoje vou compartilhar com vocês a minha experiência com a amamentação.



Minha recuperação pós parto foi excelente. Meu parto foi cesária e tudo ocorreu dentro do previsto, mas uma coisa que eu não esperava que fosse doer tanto era a amamentação.

Pois é...
Depois de ter lido tanto sobre o assunto e até ter feito dois cursos sobre amamentação, entrando para a prática percebi que não era uma coisa tão simples assim.

O começo foi muito dolorido, chorei muito, mas sempre tinha em mente em não desistir e aguentar até o final. Minha mãe não amamentou nenhum dos 6 filhos e isso me dava forças ainda mais para amamentar e ela foi uma grande incentivadora para que eu não desistisse.

Eu acho que nunca orei tanto na minha vida. Quando José Marcos acordava eu já começa a orar pedindo a Deus forças pra conseguir amamentar o meu pequenino...

Os 10 primeiros dias foram cruéis, mas cada vez que conseguia amamentar, isso era motivo de choro de alegria! Ver meu filho crescendo e engordando graças ao meu leite foi muito prazeroso. Todos os dias eu pensava: Não vou desistir!! Cada dia que terminava era mais um dia vencido, um dia de vitória.

A pediatra do José Marcos tem uma enfermeira que orienta as mamães, ensinando tudo sobre amamentação e isso foi muito importante também, pois durante as orientações eu e outras mamães tirávamos muitas dúvidas e compartilhávamos nossas experiências, medos e frustrações.

Meus peitos aos pouquinhos foram 'enchendo' de leite. No começo eu tinha pouquíssimo leite, mas minha pediatra sempre dizia que não era necessário complemento, pois cada mãe produz o leite ideal para seu filho e eu fui seguindo suas orientações.

Alguns dias meus peitos enchiam tanto que era necessário tirar com a bombinha e meu marido ajudava nessa tarefa que também foi bastante dolorida, pois meus peitos empedravam.


Uma coisa muito importante que aprendi e deixo aqui como dica é que pra amenizar a dor não é preciso comprar pomada nenhuma, o melhor remédio é o próprio leite materno que deve ser espalhado em todo mamilo e aréola, depois deixar o seio livre e, se possível, um banho de sol. Eu segui direitinho essas dicas e consegui realizar o meu sonho de amamentar. Valeu a pena todo o esforço!

José Marcos mamou no peito até os 2 anos e 9 meses. Parou, porque o leite da mamãe aqui secou totalmente nessa época.


Agradeço muito a minha mãe e o meu marido pelo incentivo, carinho e paciência.


Primeira mamada logo após o parto.

Quando meu peito empedrava, tirávamos o leite com a bombinha e dávamos para JM na chuquinha.

JM mamou exclusivamente no peito até os 5 meses e quando acabou a licença maternidade, continuou com o leite materno até 2 anos e 9 meses.

E você amamentou? Conte pra mim a sua experiência com a amamentação.

Um super beijo!
Genis ;)